Telefone:
(51) 3245-8900
contato@
ahvn.com.br

Home   >   Perguntas Frequentes
NOTA DE ESCLARECIMENTO

O serviço de coordenação de enfermagem vem em nota prestar esclarecimentos e informações aos colaboradores e usuários dos serviços da Associação Hospitalar Vila Nova, com relação à publicação intitulada “Vila Nova em estado de caos: SERGS averigua denúncias recebidas” promovidas pela SERGS (sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul), divulgada em sua página em 5 de setembro de 2017.

Inicialmente cabe ressaltar que ao utilizar a frase “Vila Nova em caos”, é possível avaliar o total desconhecimento do real significado da palavra caos por parte dos que assim intitularam a tema da notícia, posteriormente cabe ressaltar que os mesmos desconhecem a história e o empenho da instituição em melhorar cada vez mais o quadro profissional de enfermagem tanto quantitativamente, quanto qualitativamente.

O serviço de coordenação de enfermagem declara que mantém junto ao Coren – RS, o estudo de seu dimensionamento profissional atualizado e vem constantemente tentando promover os ajustes adequados, uma vez que nos últimos anos a instituição promoveu aumento do seu quadro profissional em pelo menos 50%. No que se refere à abertura de uma nova unidade sem a realização de estudo de dimensionamento, cabe ressaltar que para a realização do mesmo é necessário dados como taxa de ocupação, perfil dos pacientes, entre outros dados que só são possíveis com a unidade em funcionamento, desta forma o Serviço de Coordenação de Enfermagem utilizou como base para uma estimativa inicial de profissionais de enfermagem o dimensionamento de uma unidade já esta em funcionamento, que tem o mesmo número de leitos e com as mesmas características da unidade na qual foi inaugurada.

Cabe ressaltar que a instituição disponibiliza diversas áreas para o repouso dos colegas enfermeiros, entre elas: a sala dos enfermeiros equipada com armários, frigobar, micro-ondas, mesa e sofá; o refeitório com mesas e bancos, micro-ondas, filtro com água gelada e televisão, além de uma sala de descanso a qual possui camas e também sala de lanche em algumas unidades.

A instituição e o serviço de coordenação têm total reconhecimento do valor dos profissionais enfermeiros, respeitando – os e tentando promover ao máximo um ambiente de trabalho adequado e seguro para o desempenho de suas atividades, e jamais promoveria ou aceitaria qual quer tipo de assedio moral, desrespeito ou desvalorização dos profissionais que trabalham na instituição.

Acima de tudo cabe ressaltar que em plena crise econômica, onde inúmeros recursos são retirados da saúde e diversas instituições vêm fechando unidades ou até mesmo as portas, e em decorrência promovendo o desemprego de colegas da enfermagem ou até mesmo resultando em inúmeros atrasos ou parcelamento de seu salário, a Associação Hospitalar Vila Nova vem se mantendo firme em seu propósito institucional perante a sociedade e aos seus colaboradores, sem jamais diminuir os serviços prestados a seus usuários e muito menos promovendo demissões para redução de seu quando profissional ou atrasos nos pagamentos a todos que em nossa instituição trabalham.

O serviço de Coordenação de enfermagem e a instituição reconhecem a real necessidade de aumento no quadro de seus profissionais e vem fazendo isso da melhor maneira possível dentro das reais condições financeiras da instituição.

Por fim cabe lamentar a publicação de uma notícia extremamente tendenciosa, arbitrária e unilateral no que se refere às condições para ao exercício profissional da enfermagem na instituição. Acima de tudo uma agressão desproporcional e desnecessária ao Serviço de Coordenação de Enfermagem, que sempre se colocou ao lado e a disposição dos profissionais em defesa de uma enfermagem unida e fortalecida nos seus direitos profissionais. Sempre acessível a todos os órgãos de fiscalização ou de representação de classes, inclusive a SERGS.

Reitero o compromisso do serviço da Coordenação de enfermagem e da instituição na busca constante de um ambiente cada vez mais adequado e seguro aos profissionais de enfermagem e a nossos usuários.

Atenciosamente

Enf. Fabio Botesini
Responsável Técnico
Serviço de Enfermagem
Associação Hospitalar Vila Nova

Foi concedida à Associação Hospitalar Vila Nova a Comenda Porto do Sol

Dirceu Dal’Molin disse que o Vila Nova não distingue pacientes (Foto: Tonico Alvares/CMPA)

Na noite de terça feira, dia 05 de julho, foi concedida à Associação Hospitalar Vila nova a Comenda Porto do Sol, honraria tendo por autor o Vereador Márcio Bins Ely. A Comenda teve por objetivo homenagear a Instituição destacando toda a sua trajetória na prestação de serviços à saúde para a população de Porto Alegre e, também, de todo o Estado do RS.
Segue link: http://www.camarapoa.rs.gov.br/noticias/hospital-vila-nova-recebe-comenda-porto-do-sol

Associação Hospitalar Vila Nova formaliza a consolidação do Programa Melhor em Casa

Contando com 05 equipes multiprofissionais estruturadas, com o objetivo de prestar assistência à saúde, quando houver indicação médica, aos pacientes crônicos, idosos, com necessidade de reabilitação motora, e demais patologias, no conforto da sua casa e perto da família, além da diminuição dos riscos de infecções hospitalares. Com esta estratégia, busca-se a desocupação de leitos além da redução das filas de espera para atendimento nas emergências.
Com as 05 equipes formadas, a abrangência do atendimento será para 500.000 pessoas.

Medalha Cidade de Porto Alegre, edição 2015

Parte integrante das comemorações da Semana de Porto Alegre, a cerimônia de entrega da medalha “Cidade de Porto Alegre”, realizada tradicionalmente na data de aniversário, dia 26 de março, premia pessoas ou entidades que tenham se distinguido por relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento cultural, social ou econômico da cidade.
Instituída pelo Decreto Municipal 6.202, de 25 de novembro de 1977, a medalha já homenageou importantes personalidades, como o jornalista Alberto André, um dos fundadores da ARI (Associação Rio-grandense de Imprensa), e a cantora Adriana Calcanhoto. Concebida pelo artista plástico Nelson Jungbluth, a medalha traz em sua arte motivos ligados aos valores da pessoa e da natureza.

Na edição deste ano, a lista de homenageados tem 32 nomes, entre os quais o do arquiteto e urbanista Jaime Lerner, do ex-presidente do Internacional, Giovanni Luigi, do ex-presidente da OAB-RS, Cláudio Lamachia, e de instituições históricas da cidade, como o Amparo Santa Cruz.

Fonte: Site da Prefeitura de Porto Alegre

Hospital Vila Nova inaugura novo prédio com centro oftalmológico

Suzy Scarton

Os moradores da zona Sul de Porto Alegre contam agora com mais um reforço na área da saúde. Trata-se da ampliação do Hospital Vila Nova, que inaugurou, na tarde de ontem, um novo prédio com serviços de oftalmologia. Um serviço de tomografia, que não existia antes no hospital, também foi instalado.

O presidente da Associação Hospitalar Vila Nova, Dirceu Beltrame Dal’Molin, não escondeu o orgulho da conquista do hospital. Desde que se tornou completamente dedicado ao atendimento de pacientes vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS), em 2011, o estabelecimento se dedica ao trato com humanidade dos pacientes. Em 2015, o Vila Nova completa 50 anos. “Esperamos que, quando da comemoração do aniversário, possamos também anunciar a ampliação do setor emergencial, nosso sonho antigo”, conjecturou o diretor.

O centro oftalmológico, localizado em um prédio totalmente novo, contará com dois consultórios, duas salas de exame e um bloco cirúrgico, além de duas salas administrativas. Com o atendimento ampliado, o diretor estima que 650 novas consultas possam ser realizadas por mês. Além disso, o hospital não possuía um setor de tomografia. Agora, os exames podem ser realizados lá mesmo, facilitando o atendimento dos pacientes. O espaço também agrega mais duas salas, uma para a recuperação de exames de endoscopia e colonoscopia, e outra para o programa Melhor em Casa, que consiste no atendimento domiciliar de pacientes que não precisam ficar internados. “A medida é benéfica porque faz com que vários leitos possam ser liberados, aumentando o fluxo de passagem dos pacientes.”

Uma série de boas novas envolve o hospital. Na ocasião da inauguração, o secretário municipal de Saúde, Carlos Henrique Casartelli, anunciou que a instituição obteve, junto ao Ministério da Saúde, parecer favorável para ser incluído no ProSus, programa que permite que, em um prazo de 15 anos, o estabelecimento quite a dívida que possui com a União. “Esse tipo de programa é muito importante para hospitais como o Vila Nova, que se encontram em situação muito boa atualmente, mas possuem essas dívidas do passado.” O estabelecimento precisa, a partir de agora, manter as arrecadações federais e impostos em dia para que, a partir do 15º ano, possa ser liberado da dívida. O parecer deve ser publicado nos próximos dias no Diário Oficial da União e, de acordo com o secretário, o Vila Nova é o primeiro hospital da Capital a obter a decisão favorável.

Para o prefeito José Fortunati, o hospital atende a demandas que outros estabelecimentos de saúde se recusam a fazer. “Trata-se de uma equipe abnegada que se preocupa com pacientes que são recusados por outros hospitais”, exclamou. O local atende a detentos do sistema prisional. A prefeitura, que investiu um total de R$ 1,5 milhão nas obras do estabelecimento, constatou que o sistema de saúde de Porto Alegre atende a 60% de pacientes do Interior e 40% da cidade. “Esse percentual só demonstra o avanço e a melhoria do SUS, cuja procura aumentou bastante”, comentou o prefeito. Fortunati destacou também a importância do retorno da linha de ônibus que passava exatamente em frente ao hospital e garantiu que a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) já está em conversações para que a instalação seja providenciada.

Fonte: jcrs.uol.com.br/

Implantação Programa Melhor em Casa

A Associação Hospitalar Vila Nova aderiu em setembro deste ano ao Programa Melhor em Casa (habilitada através da Portaria SAS nº 588/2014), sendo este um programa do Governo Federal que oferece atendimento domiciliar aos pacientes do Sistema Único de Saúde. O objetivo é a redução do período de permanência na internação hospitalar, a humanização no atendimento, a desinstituicionalização e a ampliação da autonomia do paciente. Assim, o paciente tem um processo de recuperação mais rápido, juntamente com os seus familiares, além da redução dos riscos de infecção hospitalar.

Atualmente o Hospital adquiriu 02 veículos para locomoção das 02 equipes multiprofissionais até a residência do paciente. Para acompanhamento da efetividade do programa, as equipes mantêm reuniões freqüentes quanto aos atendimentos realizados além das discussões de casos clínicos encontrados.